Silvio Luis Leardini fala o que a cerveja artesanal tem de diferente

Silvio Luis Leardini é um cervoise, palavra francesa para indicar a pessoa que estuda e conhece a cultura cervejeira. Ele é um grande conhecedor do assunto e, como um bom brasileiro, adora a bebida. O Brasil está em terceiro lugar na produção de cerveja do mundo. Mas e a cerveja artesanal, o que ela tem de diferente da que compramos no mercado?

Tem quem acredite que os diferentes preços entre uma e outra são os únicos contrastes, mas há diversos outros pontos que interferem no resultado final. Mas antes de explicar as diferenças, você sabe o que é cerveja pura e simplesmente? A cerveja é uma bebida fermentada muito antiga, que acompanha a humanidade no decorrer dos anos. Sua produção é advinda da fermentação do amido de grãos como cevada, trigo e centeio, que ao liberar o açúcar se transforma em álcool.

Silvio Luis Leardini explica que com o passar dos anos e conforme a tecnologia e os ingredientes mudaram, deu origem ao que chamamos hoje de “estilos”. Por exemplo a Pilsen, um estilo criado na República Tcheca que caiu no gosto populacional e a partir dela vieram várias adaptações. A American Lager, o estilo mais famoso advindo da Pilsen, representa mais de 90% do consumo mundial de cerveja desde o pós-guerra, ambas produzidas em ampla escala.

A cerveja artesanal, por outro lado, é feita em pequena escala, concentrando a arte na qualidade e não na quantidade, por isso que o custo é mais elevado, pois o cervejeiro controla de perto todos os processos da produção, desde a escolha dos ingredientes a temperagem de sais minerais da água. Falando em ingredientes, a cerveja artesanal tem o grande diferencial de ter insumos nobres e selecionados, geralmente importados na sua produção, ao contrário das que encontramos nos mercados, que possuem estabilizantes e antioxidantes para acelerar o processo e manter a validade por mais tempo.

O maior ponto em comum de ambas as cervejas são os quatro ingredientes básicos: água, lúpulo, malte e levedura. A partir daí as combinações na produção varia entre todos os insumos, especiarias e condimentos, a fim de adicionar um sabor frutado e único na bebida. Além disso, Silvio Luis Leardini diz que o cervejeiro, ao fazer uma cerveja artesanal, respeita o tempo de todos os processos para garantir um produto de qualidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui