Trump vira alvo de processo judicial por invasão ao Capitólio

WASHINGTON, 17 FEV (ANSA) – O deputado democrata Bennie Thompson denunciou formalmente à Justiça federal o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, o seu advogado Rudolph Giuliani e os grupos extremistas Proud Boys e Oath Keepers por terem conspirado com grupos armados de extrema-direita para invadir o Capitólio no dia 6 de janeiro.

Thompson, que também é presidente da Comissão de Segurança Interna da Câmara dos Representantes, invocou uma lei do pós-Guerra Civil de 1871 criada para combater a violência usada pelo grupo supremacista branco Klu Klux Klan (KKK).

A lei tem pouca utilização nos dias atuais, mas permite ações civis contra quem usa “a força, a intimidação ou a ameaça” para impedir que qualquer pessoa cumpra seus deveres de ofício. Na ação, o deputado cita tanto o discurso antes da invasão como as postagens nas redes sociais para acusar Trump.

Assim como Giuliani, os dois foram os principais defensores públicos sobre uma “fraude” nas eleições que derrotaram o republicano em novembro do ano passado, mas que nunca foram comprovadas.

Se o processo for adiante, o ex-presidente e seus aliados poderão ser obrigados a depor, levando a uma eventual revelação de provas que não foram usadas durante o processo de impeachment.

Já pensou em ser um broker? Esta série gratuita do InfoMoney mostra como entrar para uma das profissões mais bem remuneradas do mercado. Deixe seu e-mail abaixo para assistir.

The post Trump vira alvo de processo judicial por invasão ao Capitólio appeared first on InfoMoney.