Queda da demanda chinesa afeta contratos de minério de ferro

(Bloomberg) — Os futuros do minério de ferro perderam força com dados comerciais da China, que reforçaram sinais de que a demanda pela matéria-prima pode diminuir. Enquanto isso, investidores continuam de olho na perspectiva de corte da produção de aço no país.

As importações de minério do maior mercado de aço do mundo desaceleraram para 89,79 milhões de toneladas em maio, o nível mais baixo em um ano, segundo dados oficiais da alfândega divulgados na segunda-feira. As exportações de aço caíram na comparação mensal, depois do aumento de impostos que entrou em vigor em maio.

O forte rali da matéria-prima deve enfrentar alguns obstáculos no curto prazo. Fatores que podem afetar as perspectivas imediatas incluem estoques estáveis nos portos chineses, sinais de desaceleração da infraestrutura e do mercado imobiliário na China e aumento do uso de sucata de aço, disse Adrian Prendergast, analista da Morgans, em relatório.

“Além desses fatores, esperamos que o apoio de especuladores – que têm intensificado o aperto – deve ser revertido em um cenário de desaceleração dos fundamentos”, disse o relatório.

A China mira “especuladores e acumuladores” em sua campanha para esfriar o rali dos preços das commodities, que tem elevado temores sobre os efeitos da inflação nas últimas semanas. Ao mesmo tempo, investidores continuam a pesar as perspectivas de redução da produção. Algumas usinas de laminação de aço na área de Fengrun, na cidade de Tangshan, reduziram a produção para controlar as emissões, segundo dados da consultoria Mysteel Global, que citou seu próprio levantamento com usinas na região.

Do lado da oferta, as operações da Vale no entorno da barragem Xingu, na mina Alegria, foram interditadas. Isso suspendeu a circulação de trens que permitem o escoamento da produção da Usina Timbopeba, com impacto estimado de cerca de 33 mil toneladas de finos de minério de ferro por dia.

Em Singapura, os futuros do minério de ferro caíam 3,5%, para US$ 192 a tonelada às 15h14, no horário local, após um avanço semanal de 7,8%. Os preços em Dalian fecharam em baixa de 4,3%, enquanto o vergalhão e a bobina a quente perderam mais de 3% em Xangai.

Em curso gratuito de Opções, professor Su Chong Wei ensina método para ter ganhos recorrentes na bolsa. Inscreva-se já.

The post Queda da demanda chinesa afeta contratos de minério de ferro appeared first on InfoMoney.