Minério se recupera com sinais da China de relaxar restrições

(Bloomberg) – Os contratos futuros do minério de ferro voltaram a ultrapassar US$ 200 a tonelada em Singapura, depois que um importante polo siderúrgico da China indicou que pode flexibilizar as restrições à produção para ajudar a esfriar o forte rali, o que sinaliza demanda potencialmente maior pela matéria-prima.

Reguladores da cidade de Tangshan buscam diminuir as restrições à fundição de ferro e suspender os controles de emissões para enfrentar o aumento dos preços do aço, segundo informações divulgadas na segunda-feira pela Caixin, que não citou as fontes. Seria uma grande mudança em relação aos planos anunciados em março para reduzir a produção de algumas usinas ao longo de 2021. Ligações da Bloomberg News para o governo local não foram atendidas.

Os futuros do minério de ferro em Singapura subiam 5,3%, para US$ 205,20 a tonelada às 15h20, horário local, o nível mais alto em quase duas semanas. Os preços em Dalian fecharam em alta de 5,7%, o quarto dia de ganhos.

O mercado de ferrosos bateu recordes na primeira quinzena de maio com a aceleração da recuperação econômica global, o que impulsionou a demanda. Desde então, os preços perderam força com os esforços da China para limitar o aumento dos preços das commodities, com alvo em especuladores e investidores que compram grandes volumes de um ativo.

“A medida do governo de Tangshan deve colocar certa pressão de curto prazo sobre os preços do aço à medida que entramos na baixa temporada”, disseram analistas do Citigroup, como Jack Shang, em relatório. “No entanto, ainda esperamos mais medidas de controle da produção em outras províncias no segundo semestre a fim de reduzir as emissões de carbono.”

A China tem frequentemente reiterado seu compromisso de limitar a produção de aço em relação ao recorde do ano passado, de mais de 1 bilhão de toneladas, com o objetivo de reduzir a poluição em uma de suas indústrias mais poluentes. O Citigroup estima que a suspensão das restrições previamente anunciadas por Tangshan reduziria a produção diária do polo siderúrgico em 40 mil toneladas em relação aos níveis do ano passado, abaixo das 70 mil toneladas esperadas com o plano anterior.

O vergalhão e a bobina a quente fecharam em alta em Xangai, revertendo as perdas do início da sessão. Ainda assim, a Bolsa de Futuros de Xangai aumentará as comissões de negociação esta semana para alguns contratos de aço, e já prometeu frear oscilações injustificadas.

Sócia da XP Investimentos oferece curso gratuito de como alcançar a liberdade financeira. Clique aqui para se inscrever.

The post Minério se recupera com sinais da China de relaxar restrições appeared first on InfoMoney.