Ata do Fomc, dados na China e CPI da Pandemia: o que acompanhar nesta semana

SÃO PAULO – Depois do susto com os dados de inflação nos Estados Unidos derrubando as bolsas no mundo todo, o Ibovespa conseguiu encerrar a semana passada em clima de recuperação. Apesar disso, a agenda externa nos próximos dias promete novas emoções, enquanto por aqui as atenções se voltam para o Congresso.

Em meio a uma forte bateria de dados, chama atenção nesta semana a divulgação da ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), diante da recente tensão sobre a alta da inflação nos EUA.

O documento, que será divulgado na quarta-feira (19) às 15h, deve trazer mais detalhes sobre a visão dos integrantes do Federal Reserve sobre a economia e como eles estão avaliando os próximos passos da autoridade monetária diante da pressão inflacionária.

Apesar da alta, até agora o Fed tem mantido o discurso de que isso deve ser passageiro, evitando indicar uma possível alta de juros no país antes do previsto.

A semana conta ainda com os primeiros dados de atividade da indústria em maio em diversos países, com principal destaque para o PMI da zona do Euro na sexta-feira (21).

A China também chama atenção, com diversos indicadores na noite deste domingo (16), incluindo o de vendas no varejo de abril. Segundo dados compilados pela Refinitiv, o dado deve mostrar alta de 24,9% em 12 meses, contra um avanço de 34,2% no mês anterior.

Também será apresentada a produção industrial chinesa no acumulado de 12 meses, que deve perder força ante o avanço de 14,1% apresentado em março, mas ainda assim ter alta de 9,8%, de acordo com a Refinitiv.

Agenda no Brasil

Por aqui, enquanto a temporada de balanços termina oficialmente nesta segunda-feira (17) com os números de empresas como Rede D’Or (RDOR3), Gafisa (GFSA3), Linx (LINX3) e Méliuz (CASH3), começa a valer também a nova data par o vencimento de opções sobre ações, que será na sexta-feira (clique aqui para saber mais).

Destaque também para números de inflação como o Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de maio, além do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Para a equipe de análise do Bradesco, o investidor deve ficar de olho ao comportamento dos custos no atacado neste indicador, já que tem sido um dos principais responsáveis pela pressão no IPCA.

Os olhos dos investidores, porém, devem se voltar principalmente para o Congresso, onde diversos temas importantes serão debatidos. Um deles é a continuidade da CPI da Pandemia, com a expectativa pela presença do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

Além disso, o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), pretende detalhar o plano de trabalho da reforma tributária no início desta semana, segundo ele mesmo informou na última quinta.

Já a leitura do parecer da reforma administrativa na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) ficou para esta segunda, às 9 horas. O relator, deputado Darci de Matos (PSD-SC), esperava ler na última quinta seu texto, mas a presidente do colegiado, Bia Kicis (PSL-DF) alegou problemas técnicos no sistema remoto da Câmara.

Após a leitura, deputados farão um pedido de vista ao texto e a proposta deve ser votada no fim da semana. O parecer de Matos é pela admissibilidade da reforma, ou seja, para ele, o texto do Executivo não fere a Constituição. Ele, no entanto, rejeitou dois pontos do texto enviado pelo governo no ano passado.

Por fim, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), disse na última semana que a medida provisória (MP) de privatização da Eletrobras entrará na pauta de discussão dos próximos dias.

Stock Pickers lança curso online e gratuito que ensina a identificar ativos com ótimo potencial de valorização. Inscreva-se.

The post Ata do Fomc, dados na China e CPI da Pandemia: o que acompanhar nesta semana appeared first on InfoMoney.