Anvisa recebe novo pedido de importação da Covaxin, vacina indiana contra Covid-19

Sputnik V, vacina russa contra a Covid-19 REUTERS/Agustin Marcarian

RIO DE JANEIRO – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu novo pedido de autorização para importação de 20 milhões de doses da vacina indiana contra Covid-19 Covaxin, após rejeitar uma primeira solicitação em março, informou o órgão regulador nesta terça-feira.

De acordo com a Anvisa, o laboratório Bharat Biotec, fabricante da vacina, protocolou junto à agência um novo pedido de certificação de Boas Práticas de Fabricação referente à linha de produção do imunizante a ser exportado para o Brasil.

Quando recusou o pedido anterior de importação, a Anvisa citou como um dos principais aspectos para a decisão a falta de um certificado de Boas Práticas de Fabricação pela Bharat.

Segundo a Anvisa, o Ministério da Saúde e a empresa Precisa Medicamentos, que representa a Bharat no Brasil, seguiram em tratativas com a Anvisa a fim de adequar os aspectos que motivaram a recusa e, nesse sentido, já foi publicada pela agência reguladora anuência para realização do estudo clínico com a vacina Covaxin no Brasil.

Apesar do pedido feito à Anvisa, a Índia só deve voltar a exportar vacinas em outubro, uma vez que o país tem direcionado sua produção de imunizantes para a própria população de forma a conter uma severa segunda onda da doença.

Aprenda a identificar os produtos financeiros para blindar seu patrimônio contra o “Risco Brasil”. Inscreva-se no curso gratuito.

The post Anvisa recebe novo pedido de importação da Covaxin, vacina indiana contra Covid-19 appeared first on InfoMoney.