Alemanha terá lockdown até junho depois que restrições não surtiram efeito na redução de casos de Covid-19

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) – A taxa de infecções por coronavírus na Alemanha aumentou neste fim de semana, apesar das restrições mais rígidas no país, e o ministro das Finanças, Olaf Scholz, advertiu que não deverá haver alívio no lockdown antes do final de maio.

A Alemanha está lutando para conter uma terceira onda de infecções, com esforços sendo dificultados pela variante B117 mais contagiosa, que surgiu pela primeira vez no Reino Unido, e um início relativamente lento da campanha nacional de vacinação.

“Precisamos de um cronograma para voltar à vida normal, mas deve ser um plano que não terá que ser revogado depois de alguns dias”, disse Scholz ao jornal Bild am Sonntag.

O governo federal deve ser capaz de delinear “passos claros e corajosos rumo à abertura” para o final de maio, permitindo que os restaurantes ajustem seus planos de reabertura e os cidadãos planejem seus feriados, disse ele.

Scholz disse que as medidas também vão esclarecer quando as idas a shows, teatros e estádios de futebol serão possíveis.

Quer gerar uma renda extra na Bolsa? Curso gratuito do InfoMoney ensina a fazer o seu primeiro trade na prática, em menos de uma semana. Inscreva-se aqui.

The post Alemanha terá lockdown até junho depois que restrições não surtiram efeito na redução de casos de Covid-19 appeared first on InfoMoney.