Josué Eraldo da Silva elenca novos materiais que oferecem vantagens a engenharia civil

O uso de tecnologias é extremamente comum para resolver problemas do dia a dia, no qual é entregue eficiência e agilidade em seus mais complexos processos.

Para Josué Eraldo da Silva, conhecido no ramo de construção por anos de atução, uma das maiores vantagens está sobre os novos materiais que a tecnologia passou a proporcionar para a construção civil.

A tecnologia está tão avançada no setor de engenharia civil que ela atualmente oferece materiais de qualidade, sustentáveis, ágeis, eficientes e econômicos. 

De acordo com Josué Eraldo da Silva, essa pode ser considerada a solução que muitas pessoas estavam buscando por anos. Isso porque os novos materiais podem ajudar a uma empresa a economizar, garantir bom empenho e ainda gerar sustentabilidade ao seu negócio.

Para que o profissional não fique para trás, é preciso que se avalie bem todos os métodos construtivos atualmente. Cada processo possui uma particularidade única que a tecnologia foi capaz de desvendar. Dessa forma, muitos processos são otimizados e melhorados.

A madeira translúcida como material de construção é uma excelente forma de demonstrar a capacidade dos novos materiais na construção civil em prol de sistemas mais ágeis e sustentáveis.

Isso porque a madeira translúcida pode ser utilizada como método de desenvolver janelas e painéis solares de forma consciente. É realizada através da remoção do revestimento no folheado de madeira e, em após isso, através de alfaiataria em nanoescala. O seu efeito pode ser resultante de uma criança de madeira translúcida que tem várias aplicações na indústria da construção.

Como gerente da Jacitara, Josué Eraldo da Silva entende que o uso de guimba de cigarro para fazer tijolos também é um material que vem ganhando popularidade e adesão em muitos empreendimentos. Os tijolos são materiais altamente negativos e as guimbas de cigarro podem contribuir tanto para a substituição do tijolo comum quanto eliminar guimbas de cigarro no meio ambiente.

Você sabia que anualmente são produzidos 6 milhões de cigarros e estes produzem 1,2 milhão de toneladas de resíduos? Muita coisa, não é?

Então imagina o impacto para a nossa sociedade que imenso! Os elementos como arsênico, cromo, níquel e cádmio entram no solo e possuem o poder de prejudicar drasticamente a natureza.

Já o concreto autorregenerativo é também uma solução e uma novidade dos materiais utilizados na construção que está se tornando popular. Isso porque o concreto autorregenerativo, demonstra eficácia do material ao dividi-lo em dois, juntando as peças e aquecendo o concreto em um forno de microondas. Uma vez que o material derretido esfria, ele acaba se unindo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui